Salvador tem 10% da população em situação de pobreza ou extrema pobreza, diz prefeito

Foto: Reprodução / Youtube Prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) 14 de janeiro de 2022 | 11:04

Salvador tem 10% da população em situação de pobreza ou extrema pobreza, diz prefeito

Salvador possui 10% de sua população em situação da pobreza ou de extrema pobreza. O primeiro grupo é formado pelas famílias com renda mensal que não supere R$ 200 per capita; já os extremamente pobres são os que não têm sequer R$ 100 para passar o mês. Essa informação foi dada na manhã desta sexta-feira (14) pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), durante a entrega do novo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na Lucaia.

“Quase 10% da nossa população [em situação de pobreza ou de extrema pobreza] é muita gente”, disse o prefeito na mesma oportunidade em que anunciou o ingresso de 220.228 famílias no Programa Auxílio Brasil, que substitui o Bolsa Família. Desses beneficiários do programa na capital baiana, 201.239 estão em situação de extrema pobreza. Os recursos enviados para Salvador via Auxílio Brasil será de R$ 40 milhões. As família em situação de pobreza são 18.989.

“Sabíamos que, agora no mês de janeiro, haveria inserção de novos beneficiados. Tivemos que ampliar os locais de cadastramento, realizar cadastro no final de semana, ampliar os horários de cadastramento para atender a demanda, tudo isso consequência do momento que estamos vivendo; e vejam que os números confirmam a dificuldades que estamos vendo as pessoas passarem nesse momento, o aumento das pessoas em situação de rua”, declarou o prefeito de Salvador.

Novos cadastros

Bruno Reis informou ainda que mais 34 mil famílias devem ser cadastradas no Auxílio Brasil. “Esses números mostram o quanto nossa cidade empobreceu, o quanto as famílias estão passando dificuldades. Infelizmente é a realidade que estamos enfrentando hoje”, lamentou o prefeito. O cadastro dessas famílias deve representar o incremento de R$ 4 milhões de recursos do programa federal para a capital.

Desse total de 34 mil famílias que ainda devem ser cadastradas, 13 mil estão em situação de extrema pobreza. Há ainda, segundo o prefeito, 12.900 famílias cujos cadastros estão desatualizados.

Davi Lemos Fonte: Política Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *